Buscar
  • Vet Show São José

7 coisas sobre vacina para cachorro que você precisa saber

Você sabe tudo sobre vacina para cachorro? Quem é dono de um peludo ou pretende adotar um precisa ser preocupar com isso. Afinal, todos os cachorrinhos devem receber vacinas periodicamente para que fiquem protegidos.

São várias as doenças que podem ser evitadas com a vacinação correta. Você sabia disso? Para ajudá-lo a conhecer mais sobre a importância e todos os benefícios que a vacina para cachorro pode oferecer ao seu animal de estimação, separamos algumas curiosidades para você. Confira e ofereça o que há de melhor e mais seguro ao seu amigo de pelos!

1- Vacina para cachorro pode salvar a vida do seu animal

A primeira coisa que você pode ter certeza é de que a vacina para cachorro protege muito o seu pet e pode salvar a vida dele. Há doenças, como a parvovirose e a cinomose, que até têm tratamento, mas a porcentagem de cura é relativamente baixa.

Enquanto a parvovirose acomete principalmente o sistema digestório e causa diarreia intensa, a cinomose afeta o sistema nervoso. Um dos sinais mais característico dela é o fato de o animal ter espasmos musculares (tremores) e, em casos mais avançados, perder o movimento a sustentação das pernas traseiras.

A boa notícia é que há vacinas apropriadas que protegem o cachorrinho das duas doenças. Você pode impedir que o seu peludo contraia a doença ao obedecer o protocolo de vacinação estabelecido pelo Médico Veterinário. Isso é ótimo, não é?

2. Garante proteção para várias doenças

Quando você leva o cachorrinho para ser vacinado corretamente, seguindo o protocolo do Médico Veterinário, o protege de várias doenças! Isso aumentará a expectativa de vida do seu pet e ajudará a mantê-lo saudável, por muitos anos, ao seu lado.

3. Existem várias vacinas para cachorro

Outra informação muito importante é que existem diversas vacinas para cachorro. Muitas pessoas acreditam que ao levar o pet para ser vacinado na campanha feita pelo município, ele já está protegido de tudo, mas isso não é verdade.

No geral, as campanhas de vacinação aplicam apenas a antirrábica, ou seja, protegem o animal da raiva. Porém, há diversas outras doenças que podem ser evitadas através da vacinação.

Dentre as vacinas que são mais comumente indicadas pelos Médicos Veterinários estão:

  • Vacina V8: protege da cinomose, parvovirose, hepatite infecciosa, adenovirose-2, parainfluenza, coronavirose e leptospirose causada por duas cepas de bactéria;

  • Vacina V10: protege das mesas doenças que a V8 e de mais duas cepas causadoras da leptospirose;

  • Vacina antirrábica: protege o seu pet da raiva, que é uma doença que não tem cura e é uma zoonose (transmitida aos seres humanos pelos animais);

  • Vacina de leishmaniose: como o nome diz, protege o animal da leishmaniose, uma doença que afeta o sistema imunológico (de defesa) e é uma zoonose;

  • Vacina da tosse dos canis: protege o pet de uma doença que é popularmente conhecida como gripe dos cães.

4. Filhotes de cachorros precisam ser vacinados

Ainda muito pequeninos, os filhotinhos devem receber a vacina para cachorro. No geral, a primeira dose é administrada quando ele tem entre 45 e 60 dias de vida.

Nessa idade, o cachorrinho já deve ter recebido o vermífugo e, provavelmente, estará pronto para ser vacinado com a V8 ou a V10. Cuidado para não atrasar.

Ainda enquanto pequeno, ele receberá pelo menos mais duas doses da V8 ou V10. Depois de maior, com aproximadamente quatro meses, ele já poderá receber a primeira dose da antirrábica. As demais vacinas para cachorro serão administradas caso o Médico Veterinário julgue necessário. Ele estabelecerá o protocolo.

5. É preciso vacinar o cachorro todos os anos

Além da vacinação dos filhotinhos, anualmente o pet deve receber o reforço vacinal, ou seja, mais uma dose. Isso garantirá que ele siga protegido e livre das doenças para as quais existe vacina para cachorro.

6. O animal precisa ser examinado antes de tomar vacina

Quando você levar o bichinho para ser vacinado pelo Médico Veterinário, não estranhe se ele fizer perguntas sobre o cachorrinho e examiná-lo. Isso é comum e necessário.

Para que a vacina faça o efeito desejado, o bichinho precisa estar com o organismo bom. Por isso, antes da aplicação é realizado um exame físico. Só assim o profissional terá a certeza de que o peludo está pronto para receber a vacina para cachorro.

7. Atrasar a vacina para cachorro é perigoso

Você tem um filhotinho em casa, com quatro meses, que ainda não recebeu a vacina para cachorro? Possui um animal adulto que não é vacinado há 2 anos? Ele está correndo perigo e pode contrair a doença.

Quando o pet não recebe a vacina para cachorro na data correta, ele fica sem proteção. Uma vez que não está protegido, pode acabar contraindo uma doença grave. Não permita que isso aconteça com o seu peludo! Ligue agora para o Médico Veterinário e agende a vacinação.

Viu quantas informações importantes existem sobre a vacina para cachorro? Os seus pets estão com a carteirinha de vacinação em dia? Conte pra gente nos comentários!


Texto: matsudapet

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo